Greve dos petroleiros pode afetar abastecimento de combustíveis

postado em: Notícias | 0

Em greve a 14 dias os Petroleiros alertam que intransigência da Petrobrás pode causar desabastecimento. trabalhadores denunciam: “presidente da estatal quer colocar população contra o movimento grevista, que luta por empregos, melhores preços de gás de cozinha, gasolina e diesel para os brasileiros.” E fazem o alerta: “para a população se preparar, abastecendo seus carros, caminhões, comprando o gás de cozinha.”  Segundo a FUP: “o que queremos é barrar as demissões  e produzir combustíveis a preços justos. A  Petrobrás no entanto não aceita negociar e tenta criminalizar a greve dos petroleiros. Se houver desabastecimento, a culpa é da gestão da empresa.”

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) manifestou ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) preocupação com possíveis impactos negativos da greve de funcionários da Petrobras na produção de petróleo, gás natural e derivados no país. Embora ainda não tenha identificado desabastecimento dos produtos, a autarquia entende haver risco à oferta de combustíveis, caso o impasse se prolongue.

A Petrobrás em ofício encaminhado ao tribunal na última terça-feira, pelo diretor-geral Décio Oddone, destacou que, embora a Petrobras tenha alocado equipes de contingência para atuar nas unidades operacionais, “tal solução não se sustentará ao longo do tempo, podendo causar impactos diretos na produção de derivados em função da redução de carga ou ou até mesmo pela parada total das refinarias”.

O diretor ressaltou ainda que a produção de derivados “representa um serviço essencial para o país e o prolongamento da greve poderá afetar não só a produção, como o abastecimento, com consequente prejuízo no pagamento de impostos em todas as esferas da federação”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + seis =